Karinetavecchio's Blog

Jingle é uma mensagem publicitária de curta duração com melodia e refrão de fácil assimilação e memorização.

Quando elaborada levando em consideração publico, veiculo e uma letra bem escrita revela-se uma ferramenta de marketing muito eficiente.

É uma forma de passar a mensagem descontraída e de fácil memorização fortalecendo a marca/político em questão de maneira sutil. O jingle é capaz de dar personalidade.

Em época de eleição é comum encontrar na rua carros de som executando jingles eleitorais de candidatos. “Lula lá, brilha uma estrela, Lula lá” ou “Ei, ei, Eymael, um democrata-cristão” são alguns dos trabalhos publicitários que entraram para a história ao serem propagados pelo país. Aparentemente inofensivos, são estrategicamente estruturados e elaborados para causar impacto no eleitor.

Confira os jingles das eleições a presidente de 2010:

Dilma

http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/podcasts/750295-ouca-o-jingle-da-campanha-de-dilma-rousseff.shtml

Serra

http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/podcasts/750039-ouca-jingle-da-campanha-de-jose-serra.shtml

Marina

http://www.minhamarina.org.br/blog/2010/06/ouca-e-baixe-o-jingle-da-campanha-de-marina-silva/

Anúncios

Anuncio de oportunidade do EXTRA veiculado na Folha de SP hoje está dando “tchau” para a seleção brasileira antes da hora.

Quem trabalha com comunicação em época de Copa sabe como é: você também tem que estar preparado para a Seleça ser desclassificada, ter peças para a vitória e a derrota. O problema é quando alguém manda um arquivo errado para ser impresso num dos maiores jornais do país.

Culpa do estagiário da agência ou da Folha de SP??

Brainstorm 9

O Pac-Man foi criado em 1980 para a editora japonesa de games Namco e é ovacionado até hoje.

Desenho original revelado

O inventor do Pac-Man foi convidado a participar do Festival of Games e compareceu ao evento de tecnologia portando nada menos que os desenhos originais do que se tornaria um dos títulos mais importantes do mundo dos games. Esse projeto, antes tido como ultra-secreto, foi revelado ao público e é motivo de orgulho para o japonês que gravou definitivamente seu nome na história dos videogames.

O pessoal da revista Control Online, também da Holanda, teve o prazer de folhear os desenhos, feitos em papel quadriculado, para simular os pixels, com borrões, marcas apagadas de lápis e anotações pessoais.

Filme sobre o game

Uma produtora de vídeos dos EUA, chamada Therefore Productions, publicou há três meses um trailer fictício, no qual um dos atores representava a esfomeada bolinha amarela.

Homenagem do google

A Google Inc, inclusive, homenageou Iwatani em maio deste ano, transformando seu logo em um cenário interativo para o game, que completou 30 anos em 2010.

A homenagem deu as empresas um prejuízo de 120 milhões de dólares, pois dos 500 milhões de visitantes do buscador, foram selecionados 11 mil, que gastaram 36 segundos extras (a média de tempo que um usuário gasta por dia no Google é de 4 minutos e meio). Na sexta-feira passada, data em que o doodle foi inserido na página inicial, o total de horas perdidas pelos jogadores  foi  de 4.819.352, gerando um prejuízo estimado de mais de 120 milhões de dólares/dia,  se for considerado que um empregado custa em média 25 dólares por hora de produtividade. Toda essa dinheirama poderia contratar TODOS os funcionários do Google durante 6 semanas! A estimativa foi feita pela empresa Rescuetime a partir dos dados da Wolfran Alpha.

Se você quiser brincar mais um pouco, segue o link:

http://www.google.com/pacman/

Conheça o curta de animação Logorama, que chamou a atenção durante o Oscar, uma criativa idéia dos autores François Alaux, Hervé de Crécy e Ludovic Houplai que conta uma pequena história utilizando centenas de logomarcas famosas, inclusive inúmeras do setor automobilístico.

O filme tem cerca de 17 minutos e pode ser encontrado no You Tube. Vale a pena assistir e ver bonecos da Michelin como policiais, Ronald McDonald´s como o vilão da história, “pássaros” da Bentley e da Aston Martin no céu e pelo menos duas referências brasileiras, com os logos do Unibanco e do Hiper bompreço (fiquem atentos para notá-las).

Confiram no site oficial: http://www.logorama-themovie.com/

No entanto, abaixo a versão legendada:

Logorama – parte 1

Logorama – parte 2

Espero que gostem!

As marcas tem corrido para construir uma base de fãs no Facebook. A pergunta é: qual é o valor monetário desse fãs?

A Vitrue, especializada em mídias sociais, que auxilia marcas a construir suas bases de consumidores nas mídias sociais, tentou colocar um valor de mídia nessas comunidades.

A empresa determinou que, em média, uma base de fãs de 1 milhão de pessoas se traduz em pelo menos em US $ 3,6 milhões em mídia equivalente ao longo de um ano.

Os resultados se baseiam em impressões geradas no feed de notícias do Facebook. A Vitrue analisou os dados de seus clientes no Facebook – um volume de 41 milhões de fãs – e constatou que a maioria dos fãs rendiam uma impressão extra. Isso significa que uma marca postando duas vezes por dia pode esperar cerca de 60 milhões de impressões por mês através do feed de notícias.

“É importante compreender que, uma vez que você constrói uma base de fãs, você quer ter a certeza de estar aproveitando isso”, disse Michael Strutton, chief product office da Vitrue.

A vitrue encontrou diferenças na qualidade da base de fãs, algumas marcas geram apenas 0,44 impressões por fã, enquanto outras geram 3,6 impressões. Algumas marcas tem fãs mais engajados.

A Vitrue chegou ao valor de $ 3,6 milhões tendo como base um CPM de $5, o que significa uma marca com 1 milhão de fãs gera cerca de US $ 300.000 em media a cada mês.  Usando o cálculo da Vitrue, a base de 6,5 milhões de fãs da Starbucks vale US $ 23,4 milhões em mídia anualmente.

Blog Mídias Sociais

Mas o que de fato é mais importante:

Relacionamento de verdade ou números, métricas e %%%

As marcas devem aproveitar para interagir com o consumidor, mesmo porque outra pesquisa nos mostra que é importante mensurar e ter agilidade no momento que um cliente fala mal da sua empresa/produto/marca, confiram:

Crítica na Internet pode fazer uma empresa perder 30 clientes

Uma pesquisa feita pela consultoria TNS Research International apontou que os brasileiros costumam consultar sites na internet antes de fazer uma compra e comentam suas experiências sobre produtos e serviços.

Segundo o levantamento, 92% dos usuários pesquisam sobre produtos ou serviços em sites de e-commerce ou comparam preços lojas virtuais e 76% procuram essas informações em fóruns ou blogs. O estudo constatou também que 56% dos entrevistados escrevem em blogs, 42% leem blogs de pessoas desconhecidas, 63% comentam experiências sobre produtos e serviços e 52% acessam essas mídias para obter informações sobre o que pretendem comprar.

As redes sociais são utilizadas pelos entrevistados principalmente para acesso e compartilhamento de informações (43%), mas também são percebidas como um espaço pessoal (32%) ou que permitem pertencer e ser aceito em grupos de amigos (24%), além de possibilitar expressar desejos e mostrar um lado que as pessoas desconhecem (22%) ou descontrair fugir da pressão diária e ter liberdade de expressão (21%).

Para o estudo “Decodificando as Necessidades Digitais”, foram entrevistados 1.000 usuários, com 16 a 35 anos, residentes em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Salvador.

Outros dados que mostram a importância da presença online:

  • “Internet só perde em influência para TV nas eleições de 2010” – TI Inside
  • “78% dos consumidores confiam em recomendações de outros consumidores.”
  • “Apenas 14% confiam em anúncios.”

Até quando as empresas vão ignorar este fato?

  • “Segundo estudo da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), 41% das microempresas do estado não têm site.” – TI Inside

Um bom tempo longe do blog …. mas ainda tem tempo para falar sobre as mulheres (já que estamos no mês das mulheres….).

É evidente que o papel da mulher na sociedade mudou muito e acho muito interessante a forma que as marcas tem retratado isso nos comerciais. Resolvi então dar alguns exemplos começando pela nova campanha da Qually que está na nossa lembrança com aqueles comerciais da “família feliz no café da manhã”, vejam abaixo:

E agora, alguns anos depois, vemos o novo comercial da marca abordando a mulher solteira que mora com sua mãe e filho tentando apresentando o novo namorado ao “homem da casa”. Foi colocado de forma muito bem humorada e, até o momento, conta com duas sequências, confiram:

Abordando ainda o assunto família, segue abaixo o comercial polêmico e emocionante da VIVO retratando a relação dos filhos com os pais após o divorcio. A propaganda é realmente muito bonita e bem feita, confiram:

Até o proximo post…

Quem sou…


Sou curiosa, consumidora, gosto de ler e escrever. Sei de tudo um pouco e posso sempre compartilhar novidades do mercado e curiosidades.

Categorias

Arquivo

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.